1 evento ao vivo

De falta de tesão a ansiedade: alivie problemas com exercícios

23 abr 2013
20h22
atualizado às 20h22
  • separator
  • 0
  • comentários

Você pode até ter preguiça de ir à academia, mas não pode negar que a atividade física faz com que se sinta bem. “Quando se trata de prevenir problemas de saúde, o exercício é um dos melhores remédios que temos”, disse David Katz, diretor e fundador do Centro de Pesquisa de Prevenção da Universidade de Yale, nos Estados Unidos. Mas alguns exercícios são melhores que outros dependendo do que o incomoda. Confira abaixo oito problemas e as melhores atividades para aliviá-los, segundo o jornal Huffington Post:

Ansiedade
Uma forma comprovada de aliviar a ansiedade é com exercícios cardiovasculares, segundo Michael Otto, coautor do livro Exercise for Mood And Anxiety. Fazer o seu coração bombear mais rápido aumenta a liberação de neurotransmissores estabilizadores do humor. Um estudo publicado na revista Medicine & Science in Sports & Exercise mostrou que fazer 30 minutos de exercício de intensidade moderada torna a pessoa mais resistente contra estressores horas mais tarde. Faça exercício cardiovascular, como corrida, no começo de um dia agitado ou para relaxar no fim dele. Se possível, pratique-o ao ar livre, porque muitas pesquisas mostram que ar fresco é um grande impulso para o humor.

Sonolência diurna
Em vez de consumir muita cafeína, que pode impedi-lo de cair no sono mais tarde, causando sonolência novamente no dia seguinte, mexa-se. Pessoas que atendem às diretrizes de atividade física recomendada de 150 minutos por semana são 65% menos propensas a se sentir desgastadas durante o dia, constatou um estudo de 2011. “Quem se exercita adormece mais rápido, acorda menos durante a noite e tem um risco reduzido de distúrbios do sono”, disse o coautor do levantamento, Brad Cardinal, da Universidade Estadual de Oregon, nos Estados Unidos. Aposte na ioga, já que uma pesquisa de 2012 descobriu que a prática, juntamente com técnicas de respiração profunda, alivia a insônia em quatro meses. E não deixe para se exercitar nas três horas que antecedem seu horário de dormir, porque a atividade é muito estimulante e pode atrapalhar para cair no sono. 

Dores nas costas
Os músculos de apoio em torno da coluna tornam-se menos resistentes com a idade, e permanecer sentado debruçado sobre um computador o dia todo os enfraquece ainda mais. “Uma pesquisa mostrou que a melhor solução, na maioria dos pacientes, é o treinamento de força”, aconselhou Wayne Westcott, cientista do exercício na Faculdade Quincy, em Massachusetts, Estados Unidos. “É possível diminuir a dor entre 30% e 80% dentro de 10 a 12 semanas.” Desenvolver músculos lombares, abdominais e oblíquos retira a pressão na espinha e melhora a amplitude de movimento, tanto na prevenção quanto no tratamento da dor. Aposte em dois ou três dias por semana de exercícios de força, com foco em grandes grupos musculares (experimente o supino, leg press e remada sentada) e trabalhe lombar e abdominal.  

Falta de tesão
Um estudo publicado na revista Journal Of Sexual Medicine constatou que mulheres que se exercitam na esteira por 20 minutos foram fisiologicamente mais despertadas durante a visualização de um vídeo erótico que o grupo sedentário. “O exercício aumenta a circulação para cada área do seu corpo”, disse a ginecologista Alyssa Dweck. E as endorfinas liberadas durante o exercício podem acabar com a fadiga ou o estresse que diminuem o desejo sexual. Invista em exercícios que aumentem o bombear do coração e coloquem você em contato com o seu corpo, como dança latina, zumba e posições de ioga que aumentam o fluxo de sangue para a região pélvica.

Desejos de comida
Se você tenta usar a força de vontade para resistir ao chocolate e acaba falhando, tente exercitar-se. “No meio de um desejo, o seu cérebro está dizendo ‘alimente-me com dopamina’, o neurotransmissor que satisfaz o centro de recompensa do cérebro. Você pode satisfazer o pedido com carboidratos ou com o exercício”, afirmou John Ratey, autor de Spark: The Revolutionary New Science of Exercise And The Brain. Saiba que 15 minutos de caminhada já podem fazer com que a compulsão suma.

Ondas de calor
Durante a menopausa e os anos que a antecederam, 80% das mulheres sofrem com os sintomas de ondas de calor e suores noturnos. Exercício ajuda a manter um IMC (Índice de Massa Corporal) saudável (mulheres com excesso de peso relatam sintomas mais graves) e diminui o estresse, que pode acionar as ondas de calor. Caminhada de 30 minutos ou correr na esteira reprimiu os incômodos em até 74% ao longo de um período de 24 horas, de acordo com um estudo publicado na revista Menopause.

Sistema imunológico fraco
A pesquisa de David Nieman, professor da Universidade Estadual Appalachian, nos Estados Unidos, mostra que cinco dias de exercícios cardiovasculares por semana reduzem a licença médica em 43%. Entre as melhores opções estão corrida, bicicleta, aula de dança e treino em circuito.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade