0

Com DVDs e aulas em casa, americana de 31 anos perde 95 quilos

Com vergonha de sair de casa para malhar e deprimida, Rebecca Privitera apostou nas aulas de ioga, boxe e karatê em vídeos

20 nov 2013
13h15
atualizado às 13h15
  • separator
  • comentários

A americana Rebecca Privitera, de 31 anos, contou à CNN que eliminou 95 quilos se exercitando na sala de casa. Depois de chegar a 172 quilos, abusando de uma dieta baseada em hambúrguer, batata frita e fritura, ela comprou uma série de DVDs de ginástica e criou uma rotina de malhação sem sair de casa. O resultado? Dois anos depois, ela está pesando 77 quilos, corre maratonas e quer eliminar mais 9 quilos. As informações são do site inglês Daily Mail.

Com a perda de peso, ela teve que investir em um guarda-roupa inteiro novo, já que passou do manequim 56 para o 38. E a mudança não é vista somente pelo novo físico, mas também pelo bom humor, que virou regra na vida de Rebecca. "Ela está muito mais otimista, positiva e olhando tudo pelo lado bom", afirmou o marido, Justin.

A decisão de mudar de vida veio em 2011, quando ela foi diagnosticada com pressão alta e ouviu dos médicos que tinha grandes riscos de sofrer um infarto. A saúde falou mais alto, já que nem se casar com um vestido que mal fechava foi suficiente para lhe dar motivo e disposição para perder os muitos quilos extras. "Eu estava uma bagunça, toda suada, muito pesada e desconfortável. Eu estava muito infeliz", diz, referindo-se ao dia do casamento.

E qual foi a saída? Com vergonha de se matricular em uma academia e sem dinheiro para contratar um personal trainer ou fazer cirurgia de redução de estômago, Rebecca apostou todas as fichas nos DVDs que trazem exercícios aeróbicos e prometem perda de peso. Ela comprou uma vasta coleção, com aulas de karatê, ioga e boxe, e incluiu na rotina seis dias de atividades, com duração entre meia hora e duas horas cada.

"Eu vi alguns resultados com os vídeos, o que me deu esperanças, e decidi tentar", contou. Depois das primeiras aulas, foram entre 10 e 12 quilos eliminados por mês. Empolgada com o resultado, Rebecca criou uma página no Facebook, chamada Finding Fitness and Health with Becca (Encontrando Exercícios e Saúde com a Becca, em português) para compartilhar sua experiência. "Eu continuava dando play", contou sobre os vídeos.

<p>Depois de emgracer, Rebecca já participou de mais de 10 provas de corrida</p>
Depois de emgracer, Rebecca já participou de mais de 10 provas de corrida
Foto: Facebook / Reprodução

Mesmo com os exercícios, os hábitos alimentares desregrados acompanharam a rotina de Rebecca até ela ter eliminado os primeiros 65 quilos, quando decidiu mudar seu cardápio. Antes disso, ela contou que, na adolescência, chegava a comer lanches do McDonald's no café da manhã, almoço e jantar, além de ingerir metade do pote de sorvete em apenas uma noite. Com os novos hábitos, Rebecca disse que se acostumou a contar calorias, cozinhar suas próprias versões menos calóricas de pratos que gostava, e checar o menu dos restaurantes antes de fazer os pedidos.

Com a perda de peso e alimentação mais regrada, ela perdeu a vergonha e decidiu sair de casa para participar de provas de corrida: já foram 13 circuitos, inclusive três de 10 quilômetros, e uma meia-maratona. "Chorei quando terminei esta prova. Você olha para aquele momento e pensa: 'fiz uma coisa que tem pessoas que não conseguem'", disse.

Agora, Rebecca tem como objetivo perder mais 9 quilos para chegar ao seu peso ideal. Inspirada com a mudaça de vida e expert em exercícios físicos, ela se tornou professora de kickboxing em uma comunidade local e dá palestras para jovens sobre a importância da alimentação na saúde.

"Olhando para trás, vejo que não tive aquele momento de luz para mudar de vida, mas foi uma junção de tudo: os problemas de saúde (pressão alta, depressão, coágulos) e a minha imagem horrível que eu odiava enxergar no espelho. Estava envergonhada com o que fiz a mim mesma", contou.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade