0

Dieta rica em proteínas é segredo para boa forma, diz estudo

Pesquisa mostra que ingerir a quantidade necessária de proteínas inibe o desejo por alimentos ricos em gordura e carboidratos

4 jul 2014
15h11
  • separator
  • comentários

Em vez de contar calorias, as pessoas que desejam permanecer em forma devem ter uma dieta rica em proteínas, com peixes, ovos e carnes, de acordo com um novo estudo feito pela Universidade de Sydney. A ingestão baixa de proteína faz com que o corpo compense em alimentos ricos em gordura e carboidratos para atingir o nível de proteína necessário. As informações são do Daily Mail.

O consumo adequado de proteínas evita os ataques a alimentos gordurosos
O consumo adequado de proteínas evita os ataques a alimentos gordurosos
Foto: Getty Images

Conheça a dieta Dukan, feita por Kate Middleton e Jennifer Lopez

Ao longo dos últimos 60 anos, a proporção de proteína em dietas ocidentais caiu, e os pesquisadores sugerem que isso poderia ser responsável pelos crescentes níveis de obesidade. "Podemos usar essas informações para ajudar a gerenciar e prevenir a obesidade, garantindo que as dietas tenham a quantidade ideal de proteína para satisfazer o apetite”, disse o professor David Raubenheimer, da Universidade de Sydney.

Raubenheimer deve apresentar os resultados nesta sexta-feira (4), na Reunião Anual da Sociedade de Biologia Experimental, em Manchester, e disse que eles podem explicar o motivo para dietas ricas em proteínas, como a de Atkins, ajudarem pessoas a perder peso.

"Dietas ricas em proteínas podem nos ajudar a perder peso, mas se envolvem outros desequilíbrios, causam problemas de saúde", alertou o professor. A proteína é essencial para o crescimento saudável e reparação de tecidos do corpo, como os músculos, incluindo o coração, órgãos internos e pele.

A equipe do professor Raubenheimer estudou babuínos que viviam à beira dos assentamentos humanos, e descobriu que, apesar de os animais comerem diferentes combinações de alimentos, todos os dias, 20% das suas necessidades de energia eram provenientes da proteína.

Outros estudos descobriram que macacos-aranha e orangotangos também tinham dieta equilibrada. Mas quando a disponibilidade sazonal de alguns alimentos impediu-os de manter o cardápio, priorizaram a quantidade certa de proteína, mesmo que isso significasse comer demais ou de menos gorduras e carboidratos.

Os pesquisadores concluíram que a medição do conteúdo nutricional de um alimento por sua contagem de calorias foi muito simplista, e que, em geral, alcançar o equilíbrio nutricional correto de proteínas, carboidratos e gorduras era mais importante.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade