0

Anticoncepcional aliado ao cigarro aumenta risco de trombose

  • separator
  • comentários

Segundo um estudo realizado no ambulatório de trombofilia do Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo, o uso de pílula anticoncepcional associado ao tabagismo aumenta chances das mulheres desenvolverem trombose.

O problema acontece quando há formação de um coágulo sanguíneo em uma veia do interior do corpo
O problema acontece quando há formação de um coágulo sanguíneo em uma veia do interior do corpo
Foto: Getty Images

Na pesquisa, 400 mulheres entre 20 e 45 anos com trombose venosa foram acompanhadas, sendo que 180 delas fumavam e usavam o método anticoncepcional. As pacientes que não faziam uso de nenhuma destas substâncias corresponderam a 6%, aproximadamente. As demais 197 usuárias que desenvolveram o problema também apresentavam outros fatores de risco e já tiveram contato com o fumo e a pílula anticoncepcional em algum momento.

O problema acontece quando há formação de um coágulo sanguíneo em uma veia do interior do corpo. Os hormônios dos anticoncepcionais alteram a circulação e aumentam os fatores de coagulação do sangue. Por isso as chances de desenvolvimento de coágulos nestas veias profundas são maiores.

Segundo a médica hematologista Denise Zahr, é como se o sangue formasse uma rolha no vaso sanguíneo e não deixasse o sangue circular "A combinação do uso do anticoncepcional com o cigarro, ou mesmo a um dos fatores de risco para trombose funciona como uma bomba para o organismo", disse.

O estudo foi elaborado com base nos atendimentos ambulatoriais de 2011. A prática de exercícios físicos regulares, uma dieta equilibrada e o abandono do cigarro ajudam a evitar a trombose. 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade