Gestação

publicidade
04 de maio de 2012 • 09h21

Saiba quais doenças em geral podem atrapalhar a fertilidade

A hipertensão pode prejudicar a fertilidade masculina e feminina, pois normalmente está relacionada ao aparecimento de problemas vasculares
Foto: Dreamstime / Especial para Terra

Você sabia que doenças em outros órgãos do corpo podem afetar indiretamente a fertilidade de homens e mulheres? Hipertensão, hipotireoidismo, diabetes, obesidade, anorexia e caxumba são alguns exemplos de enfermidades que podem desregular os hormônios do organismo, afetando a qualidade dos espermatozoides e dos óvulos, além de prejudicar os órgãos reprodutores, por meio de infecções ou problemas na circulação.



Conheça algumas das doenças que podem causar problemas de fertilidade.



Endometriose

Apesar de não existir uma relação absoluta entre endometriose e infertilidade, a doença pode, em casos mais graves, comprometer o bom funcionamento das trompas e dos ovários. Se isso acontecer e a paciente quiser engravidar, a indução de ovulação e a reprodução assistida são opções de tratamento.



Varicocele

A varicocele, varizes na região dos testículos, também pode comprometer a fertilidade. Em determinados estágios da doença, se um especialista vir que a produção de esperma está comprometida pela varicocele, a cirurgia é uma opção para resolver o problema.



Tireoide

O hipotireoidismo contribui, quando não tratado, para afetar a fertilidade feminina, principalmente. Com o descontrole hormonal da tireoide, as mulheres podem ter problemas de ovulação ou dificuldades na hora da implantação do embrião no útero, facilitando um aborto.



Obesidade

Mulheres que sofrem com a obesidade costumam ter mais problemas de fertilidade. Os níveis de gordura no corpo se relacionam diretamente com a produção de insulina liberada pelo pâncreas, podendo causar ou piorar a síndrome do ovário policístico (SOP).



Além disso, o excesso de peso faz com que o homem e a mulher tenham a qualidade da produção de gametas alterada. O homem, portanto, tende a produzir menos espermatozoides e de qualidade inferior. E a mulher pode ter a ovulação prejudicada.



Anorexia

Segundo Paulo Bianchi, coordenador do Hospital Samaritano e especialista em Reprodução Humana pela Clínica Huntington, de São Paulo, a redução exagerada do peso pode ser mais prejudicial à fertilidade feminina e masculina do que o excesso dele. O corpo da mulher é mais sensível às alterações sistêmicas. Por isso, a ovulação e a sustentação de uma gravidez podem ser prejudicadas. O médico explica que a anorexia pode alterar o ciclo menstrual da mulher, diminuindo seu potencial reprodutivo. O mesmo acontece com o homem, que pode ter a qualidade dos seus gametas afetada.



Caxumba

Muitas pessoas acham que ter caxumba não tem nada a ver com comprometimento dos testículos e com a fertilidade masculina. Porém, se a infecção atingir não só a glândula parótida, mas também os testículos, isso pode causar até a sua atrofia. A orquite (infecção dos testículos) está associada à existência de caxumba, segundo dados do guia de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde.



Hipertensão e diabetes

São doenças em outras partes no corpo, mas que podem ter uma relação com a fertilidade. De acordo com Bianchi, a hipertensão e o diabetes podem agregar problemas vasculares para o paciente. E a deficiência vascular poderia atingir a fertilidade, se o problema está localizado na região dos órgãos reprodutores.

Cross Content