Gestação

publicidade
23 de abril de 2012 • 12h13 • atualizado em 24 de Abril de 2012 às 10h49

Veja famosos que optaram pela vasectomia; alguns reverteram

Pelé, Ronaldo e Adriano fizeram vasectomia
Foto: AgNews
 

Muitos homens acabam fazendo vasectomia por achar que já tiveram os filhos que desejavam. Mas, o que pode ser feito quando surge um novo amor e uma nova união? Nesses casos, os médicos costumam analisar duas opções: a realização de uma cirurgia de reversão da vasectomia ou a escolha da fertilização

in vitro

.



Muitos famosos, como os ex-jogadores Ronaldo Nazário e Romário e o apresentador Otávio Mesquita, optaram por fazer vasectomia. Alguns deles, como Tom Cavalcante, Pelé e Luciano Camargo decidiram ser pai depois e optaram pela reprodução assistida para ter mais filhos.



Do ponto de vista cirúrgico, segundo Selmo Geber, diretor da Clínica Origen, de Belo Horizonte, a reversão de vasectomia não é totalmente garantida. "As chances são maiores se a cirurgia for feita em homens vasectomizados há menos de cinco anos e são menores em homens que decidem reverter a vasectomia após esse período", explica. Se o paciente for vasectomizado há menos de cinco anos, e a companheira tem menos de 35 anos, há boas chances para uma gravidez.



Por outro lado, se a vasectomia já foi feita há mais de cinco anos ou se o homem não quiser passar pela cirurgia de reversão, o casal vai ter que procurar um tratamento de reprodução assistida, seja qual for a idade da mulher. Esse foi o caso, por exemplo, do cantor Fábio Jr. Já vasectomizado, ele resolveu ter um filho com sua ex-mulher Mari Alexandre e nem tentou fazer a cirurgia de reversão: o casal teve um menino após realizar a fertilização

in vitro

, conhecida como a técnica do "bebê de proveta".



Punção no testículo

Quando o homem passou por uma vasectomia, a coleta dos espermatozoides para a fertilização

in vitro

é feita por meio de uma punção no testículo. O material, então, é levado ao laboratório para análise e seleção.



Os demais procedimentos que envolvem a fertilização

in vitro

são iguais aos seguidos por um casal cujo homem não passou por vasectomia. Ou seja, é feita retirada dos óvulos, as células são unidas em laboratório e, depois da fecundação, é realizada a transferência dos embriões para o corpo da mulher.



Há também a possibilidade de se optar pelo congelamento do sêmen antes da realização da vasectomia, para que o material possa ser usado caso a pessoa decida ter filhos mais tarde. É o que fez, por exemplo, o ex-jogador e deputado federal Romário (PSB-RJ), pai de seis filhos. Há sete anos, quando sua mulher Isabella Bittencourt estava grávida da caçula Ivy, Romário passou pela cirurgia, mas antes congelou seu material genético.



Veja na galeria alguns famosos que fizeram a vasectomia e exemplos dos que acabaram optando pela fertilização

in vitro

para ter mais filhos depois disso.



Cross Content
Especial para o Terra
Terra