0

Governo mobiliza Forças Armadas para lutar contra zika vírus

27 jan 2016
18h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O governo convocou as Forças Armadas nesta quarta-feira para combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, da febre chicungunha e também do zika vírus, que vem alarmando o país por estar relacionado ao aumento dos casos de microcefalia no país.

O Ministério da Defesa mobilizará, a partir do próximo dia 13, 220 mil militares, 60% dos integrantes das Forças Armadas, para participar de uma campanha de informação contra o mosquito em cerca de 300 cidades.

Segundo o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, participarão desta mobilização 160 mil soldados do Exército, 30 mil da Marinha e 30 mil da Aeronáutica, que distribuirão panfletos de orientação em algumas residências.

O governo também convocará 50 mil militares entre os dias 15 e 18 de fevereiro para orientar a população e aplicar larvicidas e inseticidas sempre que necessário.

Rebelo destacou que as ações das Forças Armadas auxiliam a atividade do ministério da Saúde, que hoje confirmou 4.180 casos suspeitos de microcefalia no país, o que representa um aumento de 7% em relação aos dados divulgados na semana passada.

O ministro também informou que todas as instâncias das Forças Armadas serão revisadas para eliminar possíveis criadouros do mosquito e convocou o governo a realizar o mesmo em suas dependências.

Veja também:

Beirute: A mãe em trabalho de parto durante a explosão
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade