0

Chocolate pode "atrapalhar" a saúde do sono

Ela pode até ter status de santa salvadora, super-heroína das horas de TPM ou amiga inseparável de momentos depressivos - até mesmo dos marmanjos que nunca assumem a tristeza. Mas aquela barra gigante de chocolate, escondida a sete chaves, pode trazer muito mais prejuízos ao seu bem-estar do que você imagina. E os resultados são visíveis: depois de uma noite mal dormida, as temidas olheiras.

» Chat: tecle sobre o assunto

É isso mesmo. Estudos da instituição americana National Sleep Foundation (Fundação Nacional para o Sono, em tradução literal) comprovam que o chocolate pode ser uma bomba para a saúde do seu sono. Segundo a instituição, a cafeína presente em uma barra da guloseima pode permanecer no corpo por, em média, de três a quatro horas - chegando a 12 horas em pessoas mais sensíveis.

Isso significa que aquela sobremesa de chocolate fora de hora pode te deixar contando ovelhas por muito tempo durante a noite. E não se engane, de acordo com a instituição, mesmo que você jure de pés juntos que a cafeína não tem efeito sobre você, ela vai sim atrapalhar seu sono.

Em publicação recente, o jornal americano The New York Times salienta que o chocolate possuiria outras substâncias estimulantes que dão um reforço à cafeína. Um exemplo é a teobromina, que seria responsável por aumentar o batimento cardíaco e tirar o sono. Essa substância seria encontrada em pequenas quantidades nos chocolates mais escuros, a exemplo do amargo.

Então, se acima de alguns minutos de prazer deliciando uma barra inteira de chocolate, você quer mais é dormir um sono gostoso e relaxante, passe longe da guloseima no mínimo seis horas antes de se deitar. Segundo a National Sleep Foundation, esse é tempo necessário para que a cafeína não prejudique a qualidade do seu sono.



Comer chocolate à noite pode prejudicar a qualidade do sono
Comer chocolate à noite pode prejudicar a qualidade do sono
Foto: Getty Images
Fonte: Redação Terra
publicidade