0

Dieta para engravidar: cardápio pode favorecer a fertilidade

A dieta para engravidar prioriza as carnes magras e os alimentos ricos em vitaminas e minerais

2 jan 2016
15h09
  • separator
  • comentários

Atenção, futura mamãe. Você sabia que a alimentação pode afetar a fertilidade? A dieta para engravidar , proposta por estudo de pesquisadores da Harvard Medical School, aposta em alimentos benéficos para o aparelho reprodutor dos homens e mulheres.

Dieta para engravidar também pode fortalecer sistema imunológico.
Dieta para engravidar também pode fortalecer sistema imunológico.
Foto: iStock/Getty Images / Vivo Mais Saudável

Siga Terra Estilo no Twitter

Também chamado de " dieta da fertilidade ", o cardápio é bastante variado e saudável. Ele visa não apenas ao aumento das chances da gestação, mas também ao fortalecimento do sistema imunológico.

Dieta para engravidar: ser saudável é essencial

A dieta para engravidar foi criada em 2009, pelos pesquisadores Jorge Chavarro e Walter C. Willett, da da Harvard Medical School. A proposta é uma reeducação alimentar , na qual e doces e cafés são substituídos por frutas, legumes e carnes magras. Segundo os criadores do cardápio, essa é uma forma de fortalecer o organismo e, assim, aumentar as chances de engravidar.

Evite

A dieta para engravidar recomenda que as futuras mamães abram mão do café. Segundo a American Pregnancy Association, a cafeína dificulta a absorção de ferro e cálcio e pode comprometer a capacidade de engravidar. Além disso, o aumento da presença de radicais livres também pode prejudicar a concepção.

Além do café, os refinados como pães, massas e bolachas feitas com farinha  de trigo também deverão ser consumidas com moderação. A presença do fitoesterol nestes pratos pode interferir no estrógeno, hormônio feminino envolvido na ovulação. D oces e alimentos gordurosos também devem ser controlados .

Aposte

A dieta para engravidar deve ser rica em vitaminas e minerais . Entre eles está a vitamina A, B, B6, B12, C, D e E, ácido fólico, selênio e zinco. Entre os alimentos fontes desses nutrientes estão verduras, carnes magras, peixes, oleoginosas, ovos, cerais, leite e ovos.

Estas mudanças no cardápio tendem a melhorar a qualidade das células do óvulo e do espermatozoide e previne os radicais livres. Além de uma possível gravidez, a mulher desfrutará de um organismo mais saudável e funcional.

Exercício físicos complementam dieta

Além da dieta para engravidar, para quem está querendo receber a visita da cegonha, outro hábito positivo é investir em uma vida ativa. A prática regular de atividades físicas também reflete na saúde do organismo e, consequentemente, contribui para a gestação.

Depois, mulheres com um preparo físico melhor tendem a não sofrer tanto com o aumento de peso durante a gravidez. Afinal, são cerca de 11 quilos a mais entre os 9 meses de gravidez. Além da diminuição nas dores musculares e articulares, mulheres que já se exercitam também apresentam um sistema circulatório mais ativo, diminuindo tonturas e inchaços.

Vivo Mais Saudável Vivo Mais Saudável, informação que faz bem.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade