3 eventos ao vivo

Meia-idade? Veja os alimentos ideais para homens e mulheres

Mulheres devem apostar em linhaça, enquanto os homens têm de ingerir ovo para combater o envelhecimento

10 ago 2015
15h16
  • separator
  • comentários

Já se perguntou o que faz com que algumas pessoas envelheçam melhor que outras? A resposta está nos hormônios - estrogênio das mulheres e testosterona dos homens – e como a alimentação os influencia. Ambos começam a diminuir à medida que se atinge a meia-idade, o que leva aos sinais típicos do envelhecimento, como cabelo grisalho, gordura abdominal e baixa na libido.

Siga Terra Estilo no Twitter

No entanto, de acordo com o novo livro The Age-Defying Diet (em tradução livre, Dieta que Desafia a Idade), da nutricionista e especialista em antiidade Caroline Apovian, pode-se melhorar a situação ao consumir alimentos específicos para impulsionar os hormônios, facilitando a perda de peso e proporcionando bem-estar. Os dados são do jornal Daily Mail.

Mulheres
Para as mulheres, o ganho de peso na meia-idade, particularmente em torno da barriga, muitas vezes pode ser culpa dos hormônios. Como os níveis de estrogênio declinam com a chegada da menopausa, as células de gordura entram em ação (quanto maiores as células de gordura, mais estrogênio podem produzir) e se acumulam no abdômen.

Os níveis de estrogênio reduzidos tornam mais difícil para o cabelo crescer como antes. Com o aumento dos andrógenos (hormônios masculinos) durante a menopausa, pode ainda haver afinamento dos fios.

A testosterona cai em mulheres de meia-idade, reduzindo o desejo sexual. Ao mesmo tempo, o declínio de estrogênio provoca ressecamento vaginal, além de reduzir os níveis de colágeno e de massa óssea, levando a um risco aumentado de osteoporose. Também tem sido associado a problemas de memória e doença de coração.

As mulheres podem elevar os seus níveis de estrogênio ao comer certos alimentos com fitoestrógenos, substâncias vegetais semelhantes ao estrogênio que, quando consumidos, são convertidas no hormônio feminino. As mulheres japonesas, cuja dieta é rica em fitoestrógenos, raramente sofrem com os sintomas da menopausa que afligem as ocidentais. Confira oito apostas.

Linhaça

Foto: iStock

As sementes são ricas em compostos similares ao estrogênio chamados lignanas, que podem ajudar a proteger contra o câncer de mama. Também têm muito ômega 3, que ajuda a melhorar a capacidade do corpo de queimar gordura e perder peso, além de desempenhar um papel na saciedade, mantendo a pessoa mais satisfeita. Procure comer uma a duas colheres de sopa de semente de linhaça por dia.

Tofu

Foto: iStock

Alimentos ricos em proteína de soja, como tofu e edamame, podem reduzir o colesterol, fortalecer os ossos e, por terem produtos químicos (isoflavonas) com uma estrutura semelhante ao estrogênio, podem ajudar a minimizar as ondas de calor na menopausa e a reduzir o risco de câncer de mama, doenças cardíacas e osteoporose. Os homens devem evitar tofu, leite de soja e edamame para reduzir o risco de aumento nas mamas e disfunção sexual.

Carne vermelha magra

Foto: iStock

Otimiza o fortalecimento muscular e, por conter ferro, pode proteger contra anemia e ajudar a as células vermelhas do sangue a transportar oxigênio pelo corpo. As vitaminas B encontradas na carne magra (e também em cereais integrais) podem aliviar os sentimentos de ansiedade e depressão, que muitas vezes vêm com a menopausa.

Vegetais de folhas escuras

Foto: iStock

Couve, repolho e espinafre são todos úteis na luta contra a osteoporose. Embora o cálcio e a vitamina D sejam conhecidos como benéficos aos ossos, a vitamina K, que é abundante nos alimentos verdes-escuros, também tem mostrado ter um efeito positivo.

Brócolis, couve-flor, couve-de-bruxelas

Foto: iStock

Podem reduzir o excesso de estrogênio (o que pode ocorrer em mulheres na perimenopausa com excesso de peso), diminuindo o risco de câncer de mama. Perimenopausa é o período imediantemente anterior à menopausa.

Mamão

Foto: iStock

Rico em vitamina C (o dobro de uma laranja) e relativamente baixo em calorias, pode ajudar a estabilizar o ciclo menstrual das mulheres e a aumentar os níveis de estrogênio em mulheres na menopausa.

Peixes gordurosos

Foto: iStock

Salmão, cavalinha e sardinha podem reduzir a inflamação, o que é especialmente bom para as mulheres, ajudando a preservar a saúde do coração, mama e ossos. Também podem minimizar dores e diminuir o risco de diabetes tipo 2, câncer e doenças cardíacas, além de auxiliar na proteção contra a depressão.

Aspargo, melão e agrião

Foto: iStock

Contêm potássio, que pode ajudar a combater o inchaço.

Homens
Os hormônios também desempenham um papel importante para os homens. O ganho de peso abdominal, problemas de sono, cansaço, baixa libido e disfunção erétil são um sinal da queda dos níveis de testosterona. Para piorar, a gordura da barriga deles converte a testosterona em estrogênio, o que reduz o desejo sexual e pode causar um maior risco de desenvolver câncer da próstata.

A dieta masculina deve conter zinco e magnésio. Sem colesterol (encontrado em gorduras boas, como em peixes oleosos e nozes), o corpo não pode fabricar o hormônio masculino. Confira cinco benfeitores.

Ovo

Foto: iStock

Coma ovos para aumentar os níveis de testosterona, porque o colesterol do alimento é convertido no hormônio masculino.

Grãos integrais

Foto: iStock

Arroz, amaranto, quinoa e cevada contêm vitaminas, minerais e fitoquímicos que promovem a saúde da próstata. Coma 100 g das iguarias com as suas refeições.

Molho de tomate

Foto: iStock

O licopeno, o pigmento vermelho encontrado no tomate, pode diminuir o risco de câncer, incluindo o de próstata. Para máxima absorção, coma com gordura ao fazer molho de tomate com azeite e adicione-o ao macarrão integral.

Melancia

Foto: iStock

Alimentos ricos em potássio podem reduzir o risco de pressão alta e AVC e a melancia tem mais potássio (664 mg) em uma grande fatia do que uma banana ou um copo de suco de laranja.

Cogumelos

Foto: iStock

Uma pesquisa liga deficiência de zinco com baixos níveis de testosterona. Portanto, consuma carnes magras, frutos do mar, espinafre e cogumelos. Isso ajudará a proteger contra o câncer de próstata, a manter os níveis de testosterona e a melhorar a função sexual.

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade