0

Pandemias de gripe

As pandemias (doença epidêmica amplamente disseminada) de gripe têm ocorrido entre 10 e 50 anos ao longo da história, de acordo com o Ministério da Saúde. No século passado, foram registradas três.



» Previna-se das doenças típicas do outono

A primeira, chamada de gripe espanhola, aconteceu em 1918 e causou aproximadamente 40 milhões de mortes. Décadas depois, a gripe asiática (1957) registrou mais de 2 milhões de mortes. A última pandemia, a gripe de Hong Kong (1968), levou por volta de 1 milhão de pessoas à morte.

O que possibilita o surgimento de pandemias são grandes mutações do vírus. "O vírus sofre pequenas mutações todos os anos. No entanto, se sofre mutações maiores e consegue ser transmitido de pessoa para pessoa, acontece a pandemia", afirma Renato Kfouri, pediatra e diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações.

Atualmente, o vírus influenza H5N1 é o subtipo que tem maior probabilidade de causar uma pandemia. Circula em aves e já atingiu seres humanos. "Levou a morte em cerca de 70% dos casos", diz Kfouri.

As primeiras infecções humanas causadas pelo vírus aviário H5N1 foram registradas em 1997, em Hong Kong, atingiram 18 pessoas e levaram à morte seis delas. Também fez vítimas no Camboja, Indonésia, Tailândia e Vietnã. Outros vírus de influenza aviária, de diferentes subtipos, trouxeram problemas recentemente. O H7N7, por exemplo, deixou 89 pessoas doentes e ocasionou uma morte, nos Países Baixos (Holanda), em 2003.


Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade