1 evento ao vivo

"Roma é uma cidade proibida para deficientes", denuncia Bertolucci

18 out 2012
15h22
  • separator

O cineasta Bernardo Bertolucci, que, por seus problemas de saúde, usa uma cadeira de rodas, reclamou nesta quinta-feira que Roma é uma cidade impraticável para os deficientes físicos.

"Vivo na cidade proibida. E, nos arredores de minha casa no Trastévere, parece um campo de batalha: não posso circular com minha cadeira de rodas elétrica", denunciou ao apresentar seu mais recente filme "Io e Te".

Ele comentou ainda que precisou ser carregado nos braços por desconhecidos para subir o Capitólio, a prefeitura de Roma, para participar em um casamento.

"Quando perguntei se havia uma rampa, me olharam como se eu fosse um marciano", declarou o cineasta de 71 anos.

Bertolucci disse que enviou uma carta ao prefeito de Roma, Gianni Alemanno, mas que recebeu uma "resposta patética e de má fé" indicando que não se podia desfigurar um lugar construído por Michelângelo com uma rampa para deficientes.

"Falo isso por mim e por quem como eu não tem autonomia de movimento. É difícil até para mães com carrinho de bebê circularem e para idosos, que podem tropeçar", acrescentou.

Veja também:

Passo a passo para manter a saúde bucal em dia
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade