7 coisas que você não sabia sobre perder os dentes

Especialistas falam sobre principais causas que levam à perda dentária e meios de se prevenir

11 jan 2016
08h00

Perder os dentes não pode ser considerado algo normal, nem mesmo quando a idade avança. Porém, algumas vezes é inevitável. O importante é saber quais são as principais causas que levam à perda dentária e tentar se prevenir.

Para isso, Juliana Rossi, especialista em dentística da clínica Revigore, desvenda mitos e ensina cuidados com a saúde bucal para manter a arcada intacta até o fim da vida.

Foto: Nagy-Bagoly Arpad / Shutterstock

Doença periodontal é a maior causa de perda de dentes

Foto: sakepaint / Shutterstock

A doença periodontal acomete gengiva e osso, como se instala nos tecidos de suporte do dente, causa uma perda óssea, fazendo com que o dente fique mole. Essa doença começa com um simples acúmulo de placa bacteriana após as refeições, essa placa não sendo removida adequadamente, pode calcificar e formar o cálculo salivar (tártaro). Esse quadro pode levar à formação de bolsas periodontais, um espaço entre o dente e o osso onde se acumulam bactérias anaeróbicas. A doença progride, causando perda óssea ao redor do dente. Essa doença pode ser evitada com hábitos saudáveis de higiene bucal, escovação adequada e fio dental todos os dias. Porém, após a doença já instalada, são necessários cuidados de um cirurgião-dentista para escolha do melhor tratamento.

Perder os dentes na terceira idade não é normal

Foto: kurhan / Shutterstock

Apesar de ser uma crença comum, está errado pensar que envelhecer significa perder os dentes. A perda dos dentes está associada à falta de hábitos saudáveis e não ao envelhecimento. Quando se faz uma escovação adequada e o uso correto de fio dental, não se instala doença e, consequentemente, não se perde os dentes na terceira idade.

Depois de um trauma, você tem 10 minutos para o reimplante

Foto: Aaron Amat / Shutterstock

Para ter 100% de sucesso quando um dente sai completamente da boca, o reimplante deve ocorrer nos 10 minutos seguintes ao trauma. 

Leite é o melhor meio de conservar um dente quebrado

Foto: Andrey_Kuzmin / Shutterstock

Um estudo clínico comprovou que o leite é um ótimo meio de conservação para dentes traumatizados. A pesquisa, desenvolvida pela professora Juliana Vilela Bastos, é da Universidade Federal de Minas Gerais. “Se o dente for colocado em um recipiente com leite, esse tempo de 10 minutos passa para seis horas e, nesse período, é possível procurar atendimento médico”, diz Juliana.

Doenças em outras parte do corpo podem levar à queda dos dentes

Foto: Vicente Barcelo Varona / Shutterstock

Diabetes mellitus, síndrome de Down, doença de Crohn, deficiência de glóbulos brancos e a AIDS podem predispor a periodontite.

Uso de drogas leva à perda de dentes

Foto: Diego Cervo / Shutterstock

O uso de drogas, associado a má higiene bucal, pode levar à perda dos dentes. Muitas drogas promovem a sensação de “boca seca”, e isso é extremamente prejudicial já que a saliva é responsável por controlar a população bacteriana e nível de acidez (pH da saliva). Usuários de drogas como cocaína, muitas vezes, esfregam a droga nos dentes e gengiva, isso forma uma solução ácida que causa erosão e destrói o esmalte dental. Esses usuários têm uma predisposição a desenvolver bruxismo (ranger os dentes), além de não fazer uma higiene adequada, com auto índice de cáries. Usuários de crack entram em contato com uma fumaça muito pior que a do cigarro, que causa danos na superfície dental, gengiva e osso. Drogas sintéticas, como ecstasy e metanfetamina, são extremamente agressivas, por causarem “boca seca” e serem ácidas, o que provoca cárie, além de estimular o apertamento e bruxismo dental.

É possível perder um dente com uso de aparelho ortodôntico

Foto: Draw05 / Shutterstock

O aparelho nos dentes é mais um nicho para formação de placa bacteriana, portanto, para pessoas com aparelho ortodôntico, os cuidados com a higiene bucal deve ser redobrada. Existem, inclusive, escovas de dente com formatos especiais, passa fio – uma espécie de agulha de plástico para passar o fio dental por trás do fio do aparelho –, além de escovas interdentais que podem ajudar na limpeza entre os dentes.

 

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
publicidade