Aprenda o que fazer quando uma criança quebra o dente

14 set 2012
08h02
atualizado às 08h02
Depois de estancar a hemorragia, se possível, os pais devem procurar por ferimentos nos lábios, gengivas e língua. O próximo passo é procurar um especialista o mais rápido possível, para que o atendimento seja feito na primeira hora após o trauma. Se o paciente for atendido em tempo, a chance de sucesso é bastante grande
Depois de estancar a hemorragia, se possível, os pais devem procurar por ferimentos nos lábios, gengivas e língua. O próximo passo é procurar um especialista o mais rápido possível, para que o atendimento seja feito na primeira hora após o trauma. Se o paciente for atendido em tempo, a chance de sucesso é bastante grande
Foto: Shutterstock

 

Apesar de toda mãe desejar proteger seus filhos de todos os males do mundo, essa é uma missão impossível. Criança gosta mesmo é de brincar, e isso envolve pular, correr, balanço, escorregador, e, em algumas ocasiões, machucados. A coisa mais normal é um adulto ainda lembrar-se de onde veio aquela cicatriz no joelho, na testa, no queixo. O trauma pode ser maior quando o tombo atinge a boca e, consequentemente, quebra um dente.
 
Nessas horas, o odontopediatra, José Eduardo de Oliveira Lima, recomenda que os pais mantenham a calma para não deixar a criança mais nervosa. “É fundamental saber o que pode ser feito para minimizar o sofrimento do acidentado, os primeiros cuidados para aumentar as chances de recuperação da área afetada e diminuir o desgaste emocional”, diz o especialista.
 
O trauma pode provocar desde uma pequena mobilidade ou “amolecimento” do dente até o deslocamento da posição original, fraturas de diversos tipos e gravidades ou perda do dente. “Os pais podem oferecer os primeiros socorros pressionando uma gaze ou um pano limpo no local ou pedindo para a própria criança pressionar ou mordê-lo, pois ela sabe o limite de pressão que pode ser feita”, orienta o Dr. Lima. 
 
Depois de estancar a hemorragia, se possível, os pais devem procurar por ferimentos nos lábios, gengivas e língua. O próximo passo é procurar um especialista o mais rápido possível, para que o atendimento seja feito na primeira hora após o trauma. “Se o paciente for atendido em tempo, a chance de sucesso é bastante grande”, afirma.
 
José Eduardo explica que alguns especialistas recomendavam que se colocasse o dente embaixo da língua da criança para que ele fosse mantido na própria saliva a uma temperatura adequada. “Isto até poderia até ser realizado, porém, além do fator emocional desfavorável, existe o risco de deglutição do dente e/ou fragmento”, alerta.
 
Passo a passo
1- Ache o dente
2- Pegue o dente somente pela coroa e evite tocar na raiz
3- Para limpar, em hipótese alguma esfregue o dente. Somente o lave em água corrente
4- Se conseguir, guarde o dente em um frasco limpo com soro fisiológico ou leite ou, de preferência, na própria saliva do paciente ou da mãe
5- Procure imediatamente um cirurgião-dentista.
Fonte: Intere Fonte: Terra
publicidade