Atualidades

Atualidades

publicidade
15 de janeiro de 2013 • 07h37 • atualizado às 10h45

Chiclete, maçã e canela combatem mau hálito; saiba reduzir o problema

Para dar uma ajuda à escova, fio dental e limpador de língua contra a halitose, vale cuidar da alimentação. A nutricionista funcional Christiane Vitola dá as dicas
Foto: Shutterstock
 

 

O mau hálito é um problema que está presente na vida de milhares de pessoas. Para minimizar o problema, sabe-se que a higiene bucal é imprescindível, sem esquecer-se do limpador de língua. Com esses cuidados, é possível prevenir a formação da saburra lingual, aquela mancha esbranquiçada que fica no fundo da língua. Esse acúmulo de bactérias que é responsável pelo mau cheiro na boca.
 
Para dar uma ajuda à escova, fio dental e limpador de língua, vale cuidar da alimentação. A nutricionista funcional Christiane Vitola recomenda evitar o consumo de gorduras, como carnes gordurosas, pele de frango, margarina, queijos amarelos, creme de leite, uma vez que esses alimentos têm digestão mais lenta. 
 
Segundo a nutricionista, estudos mostram que uma alimentação rica em sal também pode aumentar a halitose. “Portanto reduza o consumo de sal e alimentos industrializados e temperos prontos que contêm quantidades grandes de sódio”, diz. Por outro lado, é bom inserir acrescentar no cardápio ervas como salsa e hortelã, que são responsáveis por adoçar o hálito e auxiliar na digestão.
 
Outro ponto importante é se alimentar de três em três horas. Os períodos grandes em jejum aumentam a produção de substâncias que são eliminadas por meio da respiração e têm odor de acetona. Também deve ser frequente a ingestão de líquidos como água, sucos, chás. “Mínimo de 2 litros por dia”, sugere.
 
Alguns casos de halitose podem ser desencadeados a partir de uma deficiência de zinco. “Por isso é interessante ingerir carnes magras, oleaginosas – nozes, amêndoas, castanhas –, peixes, feijões”, aconselha.
 
Para combater a halitose
Gomas de mascar – estimula a salivação e refresca o hálito.
Maçã, cenoura e pepino – esses alimentos fazem uma limpeza dental quando comidos crus e, assim, evitam o acúmulo de bactérias que podem causar mau hálito.
Laranja – estimula glândulas salivares e refresca o hálito.
Gengibre – ajuda no processo digestivo e as balas de gengibre podem ser uma boa pedida.
Hortelã – além de ajudar na digestão, refresca o hálito.
Água – estima as glândulas salivares e elimina resíduos do organismo.
Iogurte natural sem açúcar – diminui os níveis de gás sulfídrico que tem odor que causa mau hálito.
Salsa – a clorofila da salsa combate o odor da boca e é bactericida.
Chá de boldo – apesar de apenas uma 1% da causa do mau hálito ser de origem estomacal, o chá de boldo ajuda na digestão.
Canela em pau – é indicado como antisséptico bucal.
Intere Terra Terra