0

Serra Leoa investiga possível novo caso de ebola após fim da epidemia

15 jan 2016
06h36
  • separator
  • 0
  • comentários

A Serra Leoa está investigando a morte de uma mulher que poderia ter sido causada pelo vírus ebola, depois que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou ontem o fim da epidemia na África Ocidental, informou nesta sexta-feira a imprensa local.

A mulher, que morreu no início desta semana, apresentou sintomas próprios da doença, por isso as autoridades de saúde esperam os resultados que determinarão se ela estava infectada ou não com o vírus, disseram fontes sanitárias à emissora "Radio Democracy" de Freetown.

Espera-se que durante o dia de hoje o Ministério da Saúde do país divulgue os resultados definitivos dessas análises que poderiam confirmar um novo caso no país, onde, nos últimos meses, cerca de 4 mil pessoas morreram por causa do vírus.

No dia 7 de novembro, a OMS declarou Serra Leoa oficialmente livre do ebola, depois que passaram 42 dias desde que o segundo teste de diagnóstico do último paciente infectado no país deu negativo.

Ontem, a OMS anunciou que todas as cadeias de transmissão conhecidas do vírus tinham sido detidas na África Ocidental, mas lembrou que os três países "enfrentam um alto risco de pequenos surtos adicionais" da doença.

"O risco da reintrodução da infecção está diminuindo conforme o vírus desaparece gradualmente da população sobrevivente, mas achamos que pode haver mais casos e que devemos estar preparados para isso", explicou o representante especial da OMS para o controle do ebola, Bruce Aylward.

A epidemia, que teve mais de 28 mil casos e 11.300 mortes, causou o colapso dos serviços de saúde em Libéria, Guiné e Serra Leoa, que não estavam preparados para uma emergência dessa magnitude.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade