0

Vaso sanitário é o lugar mais sujo do banheiro? Veja 11 erros comuns

Andar descalço pelo banheiro, não lavar as mãos o suficiente e exagerar no xampu são erros listados pelo Huffington Post

9 fev 2014
16h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O banheiro é o lugar da casa feito para que as pessoas se higienizem, certo? Mas alguns hábitos podem levar esse objetivo por água abaixo. Uma publicação feita pelo Huffington Post em parceira com a marca Cottonelle listou 11 erros comuns na hora de entrar no cômodo. Confira a seguir.

Andar descalço pelo banheiro
O vaso sanitário é o lugar mais sujo do banheiro, certo? Errado. Um estudo publicado na ABC News mostra que o chão do banheiro abriga um número 200 vezes maior de bactérias. Por isso, não esqueça do par de chinelos.

Manter as escovas de dente próximas ao vaso sanitário
Um artigo da Universidade de Harvard mostrou que cada vez que alguém aperta a descarga, partículas vindas do vaso sanitário flutuam até 2 m. Por isso, feche a tampa do vaso antes de apertar a descarga, lave sua escova regularmente e a substitua sempre que for necessário. Vale lembrar ainda que cobri-la em um recipiente fechado e úmido pode aumentar o crescimento de microorganismos.

Reutilizar a toalha de banho várias vezes
Más notícias para quem adia o momento de lavar as toalhas. As bactérias se desenvolvem mais facilmente em ambientes úmidos. Por isso, quando você reutilizá-las, as bactérias podem ir direto do tecido para o seu corpo. “Se você tiver qualquer tipo de ferida, pode se infectar com tudo o que está na toalha”, alerta Elizabeth Scoot, co-diretora do centro de higiene e saúde do Simmons College. Ela recomenda mais de uma troca por semana.

Usar a mesma bucha de banho por muito tempo
De acordo com a dermatologista Birgit Toome, buchas vegetais não devem ser usadas por mais de  três ou quatro semanas. Um estudo mostra que bactérias causadoras de infecções, como a pseudomonas aeruginosa, aumentam consideravelmente após 24 horas de exposição a uma bucha natural. As opções do tipo sintético são mais resistentes às bactérias, mas, ainda assim, o indicado é substituí-las após oito semanas de uso.

Não lavar as mãos o suficiente
Lavar as mãos é uma das formas mais eficazes para reduzir a propagação de doenças infecciosas de acordo com o Center dor Disease Control. O problema é que a maioria das pessoas não faz isso da forma correta. Um estudo da Universidade Estadual de Michigan mostrou que 95% das pessoas gastam menos de 15 segundos para lavar as mãos. O recomendado é gastar 20 segundos.

Não usar uma cortina com tamanho ideal no box
Quando a cortina do box não se encaixa perfeitamente no espaço indicado, sobrando muito tecido nas laterais ou bordas, favorece o acúmulo de mofo e bolor na aglomeração do plástico. O ideal é cortá-lo para que fique do tamanho certo.

Usar a mesma esponja para tudo
Você usa a mesma esponja para limpar o chuveiro, espelhos, pia e vaso sanitário? Se a resposta for positiva, saiba que o hábito facilita a troca de bactérias entre os ambientes. O indicado é ter uma esponja para cada lugar e substituí-la por uma nova com frequência.

Uso de produtos químicos tóxicos para limpar
As pessoas limpam o banheiro para matar e evitar bactérias causadoras de doenças, mas não se dão conta que alguns produtos de limpeza podem ser ainda mais prejudiciais para a saúde do que certos germes. Alguns produtos químicos tóxicos podem causar problemas graves, como câncer e cegueira. Fique atento.

Excesso de xampu
Diminua a quantidade de xampu. O couro cabeludo produz óleos essenciais para a pele, que funcionam como um “condicionador natural”, segundo a dermatologista Zoe Draelos. No entanto, o excesso de xampu retira essas substâncias. "A menos que você sue muito durante o trabalho ou tenha um couro cabeludo excessivamente oleoso, você não precisa de  xampu todos os dias", aconselhou Zoe.

Papel higiênico em vez de ducha
Sempre que possível, tome um banho após evacuar. Se estiver em lugar público, uma alternativa é optar por lenços umedecidos e garantir a higiene íntima.

Utilizar errado o vaso sanitário
“A postura ideal para defecar é cócoras, com as coxas fixas sobre o abdômen”, de acordo com a publicação Bockus’s Gastroenterology. Um estudo mostrou que, além de aliviarem a pressão abdominal, indivíduos que têm esse hábito evacuam 79 segundos mais rapidamente que os demais.

Veja também:

Beirute: A mãe em trabalho de parto durante a explosão
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade