6 eventos ao vivo

Bolívia detecta 3 primeiros casos de microcefalia ligados ao vírus da zika

2 nov 2016
14h35
  • separator
  • comentários

As autoridades sanitárias da região de Santa Cruz, na Bolívia, confirmaram os três primeiros casos de microcefalia causados pelo vírus da zika nesse departamento, informou nesta quarta-feira a imprensa boliviana.

Dos 127 casos de zika registrados em Santa Cruz neste ano, 57 são de mulheres grávidas, das quais 41 já deram à luz "e destas, três deram caso de microcefalia", detalhou a diretora interina do Serviço Departamental de Saúde (Sedes), Aida Aguilera, segundo a agência estatal "ABI".

Aida indicou que o primeiro bebê com microcefalia nasceu no dia 20 de setembro no município de Santa Cruz de Portachuelo; o segundo nasceu na cidade de El Torno, na mesma data, e o terceiro na cidade de Santa Cruz, no dia 14 de outubro.

O diretor de epidemiologia do Sedes de Santa Cruz, Roberto Torres, afirmou que a Bolívia é a nação de número 47 dentro do circuito da zika que detecta casos de microcefalia como consequência da picada do mosquito.

A zika não é, em geral, uma doença mortal, mas a incidência em mulheres grávidas foi vinculada com casos de microcefalia e outras más-formações.

As autoridades sanitárias de Santa Cruz recomendaram que as ações para combater ao mosquito Aedes aegypti sejam intensificadas, já que, além da zika, o inseto também transmite dengue e chicungunha.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade