0

OMS diz que 180 mil pessoas têm HIV no Sudão do Sul

16 fev 2017
10h53
  • separator
  • comentários

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que há pelo menos 180 mil infectadas pelo Vírus de Imunodeficiência Humana (HIV) no Sudão do Sul, país que sofre uma guerra civil.

Conforme o relatório da OMS divulgado ontem em Juba, apenas 15% delas sabem que são portadoras do vírus e somente 20 mil pacientes receberam medicação. A inexperiência dos trabalhadores no setor médico e a falta de coordenação entre organismos constituem os principais obstáculos para que os remédios cheguem a quem precisa.

A OMS afirmou que está coordenando uma ação com o Ministério da Saúde do Sudão do Sul para capacitar trabalhadores no setor e levar medicamentos às zonas onde estão os deslocados pela guerra civil, especialmente no estado Alto Nilo (nordeste), onde prosseguem os enfrentamentos entre rebeldes e governo.

No ano passado, a ONU advertiu que a quantidade de pessoas com Aids no Sudão do Sul estava aumentando por conta da guerra civil. O conflito no país explodiu em dezembro de 2013, quando o presidente Salva Kiir, da etnia dinka, denunciou uma tentativa de golpe de Estado por parte de seu vice-presidente, Riek Machar, da tribo nuer.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade