A polêmica do dente de ouro

O acessório tem alguma utilidade ou é apenas um item fashion?

20 mar 2017
08h00
  • separator
  • comentários

Parece que a moda dos dentes banhados à ouro está de volta! Popular entre as celebridades internacionais, a ideia de ter um dente de ouro não é novidade para nós brasileiros.

Antigamente, o ouro era uma das ligas metálicas mais utilizadas por dentistas em restaurações devido a sua resistência. O procedimento sempre foi muito caro por se tratar de um material precioso. Por isso ter um ou mais dentes de ouro era um símbolo de status financeiro.

Antigamente, quando uma pessoa com restaurações feitas em ouro morria, a família pedia para que os dentes dourados fossem retirados.
Antigamente, quando uma pessoa com restaurações feitas em ouro morria, a família pedia para que os dentes dourados fossem retirados.
Foto: schankz / Shutterstock

O material foi substituído por outras ligas metálicas mais financeiramente acessíveis, como amálgama, resina e porcelana. Mesmo assim o dente de ouro continua popular como uma opção estética.

A faceta de ouro é confeccionada em laboratórios de prótese dentária e adaptado para o paciente pelo dentista. Funciona como uma espécie de revestimento, uma “capinha” que pode ser removida e tem aplicação indolor.

Interessado nessa tendência? O valor não gera muitos sorrisos. Dentes de ouro podem chegar a custar R$10.000 cada se o procedimento for feito com um bom profissional dentista e materiais de qualidade.

FF

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade