Aplicativo de celular ajuda a combater o bruxismo

Como o hábito é, na maioria das vezes, inconsciente, o aplicativo emite alertas e relatórios para que o problema seja controlado e corrigido

5 ago 2016
08h00
  • separator
  • comentários

Bruxismo é o ato de apertar ou ranger os dentes com força, repetidamente e inconscientemente, por isso que é um problema difícil de tratar. Mas e se a gente dissesse que existe um aplicativo para celular, desenvolvido por especialistas no assunto, que tem como objetivo te alertar, de tempos em tempos, que é para você desencostar os dentes? Pois acredite, ele existe e se chama: Desencoste seus Dentes!

A ideia surgiu quando os amigos Wladmir Dal Bó, cirurgião-dentista e mestre em Dor Orofacial e Roberto Ramos Garanhani, cirurgião-dentista e professor de Prótese Dental, da UniSul, de Santa Catarina, perceberam que as pessoas que sofriam com o bruxismo precisavam de um estímulo diferente e frequente que as fizessem ter consciência do problema para poder assim, corrigi-lo.

“Além de prevenir possíveis dores na região da face e cabeça provocada pela contração excessiva da musculatura mastigatória, o aplicativo serve para minimizar a ocorrência de desgastes e fraturas dentárias e aumentar a longevidade dos tratamentos restauradores”, diz Wladmir.

Para o aplicativo funcionar, é preciso que você faça uma auto análise sincera
Para o aplicativo funcionar, é preciso que você faça uma auto análise sincera
Foto: Wladmir Dal Bó / Divulgação

Alerta frequente
O carro chefe do aplicativo é o seu sistema de alertas. Isso porque o hábito diúrno de apertar os dentes ocorre em meio a práticas de atividades diárias como dirigir, trabalhar em frente ao computador e até mesmo assistir televisão.

“Ao observar que o apertamento ocorre com frequência, aconselhamos que o aplicativo seja programado para emitir os lembretes em curtos espaços de tempo. Desta forma previne-se que a contração acumulada desencadeie sintomas de dor principalmente ao final do dia”, diz o dentista.

Você que determina de quanto em quanto tempo será alertado
Você que determina de quanto em quanto tempo será alertado
Foto: Wladmir Dal Bó / Divulgação

Funções
Com o aplicativo configurado, alertas customizados por você (tanto no quesito periodicidade quanto em relação às frases que ele vai emitir), irão ajudá-lo a manter os dentes desencostados, a musculatura relaxada e a postura correta do seu sistema mastigatório.

“Caso deseje monitorar sua dor e a quantidade de toque dental, basta acionar a opção que te possibilita responder as perguntas após o alerta. Periodicamente o aplicativo irá gerar um gráfico que analisará a evolução do seu hábito e a sua sensação dolorosa”, diz Wladmir.

Através da análise da sua dor, o aplicativo emite um relatório com a evolução do seu hábito e sua sensação dolorosa
Através da análise da sua dor, o aplicativo emite um relatório com a evolução do seu hábito e sua sensação dolorosa
Foto: Wladmir Dal Bó / Divulgação

O que fazer depois?
Mas o aplicativo não faz milagre sozinho. Assim que o sinal for emitido, você deve perceber se está apertando os dentes ou forçando a mandíbula. Se a resposta for positiva, os dentistas recomendam que você afaste os dentes, coloque a ponta da língua entre eles para corrigir a postura mandibular e encoste os lábios sem fazer força. Também vale massagear com os dedos indicadores e médios as áreas da face que estiverem doendo.

Resultado aprovado!
O aplicativo Desencoste seus Dentes já está sendo usado e o resultado tem sido muito bom. “Estamos tendo um feedback bastante positivo, tanto dos usuários quanto dos profissionais que cada vez mais estão indicando nosso aplicativo para seus pacientes. Normalmente as pessoas relatam a melhora da dor e ficam surpresas por não saberem o quanto apertavam os dentes durante suas atividades diárias”, diz Wladmir.

Mas o especialista destaca que o aplicativo não resolve todos os problemas: “Para o bruxismo que acontece durante o sono é indispensável a utilização dos dispositivos ou placas interoclusais. Mas o aplicativo Desencoste também pode emitir um sinal para que o paciente lembre de utilizar esses itens”, diz o especialista.

Agência Beta

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade