Saliva pode detectar se homem é gay, diz estudo americano

Pesquisadores garantem que teste de saliva com base na genética seria capaz de acertar em até 66% opção sexual masculina

  • separator
  • comentários

Cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram um teste de saliva que seria capaz de revelar se um homem é gay ou não. Esse estudo foi levado tão a sério que chegou a ser apresentado no encontro Anual da Sociedade Americana de Genética Humana no ano passado. Exatamente, para esses pesquisadores a homossexualidade pode estar ligada a genética.

Hoje em dia a saliva pode ser usada em exames para detectar doenças, gravidez, desvios de comportamento como o transtorno de ansiedade e até o período fértil
Hoje em dia a saliva pode ser usada em exames para detectar doenças, gravidez, desvios de comportamento como o transtorno de ansiedade e até o período fértil
Foto: Deyan Georgiev / Shutterstock

Segundo o estudo, modificações químicas do genoma humano podem influenciar a opção sexual dos homens. Só que para eles, essas alterações podem acontecer por influência de experiências vividas ou pelo ambiente no qual a pessoa está inserida. Isso explicaria porque irmão que são gêmeos idênticos, por exemplo, podem ter opção sexual diferente.

No caso de a homossexualidade vir de um gene transmitido desde a gestação, a explicação dos cientistas é de que as marcas genéticas das mães podem ter sido apagadas em apenas um dos gêmeos ou que um pode ter herdado os marcadores e o outro não.

Usando essa teoria como base e depois de analisar amostras de saliva de 37 pares de gêmeos, os pesquisadores encontraram nove regiões onde os padrões genéticos em irmãos gêmeos, onde um era gay e o outro heterossexual, eram distintos. O teste conseguiu acertar 66% dos casos.

Vale destacar que esse teste não tem eficiência quando aplicado em mulheres homossexuais ou homens e mulheres bissexuais.

Teste de saliva
Apesar de já ter sido apresentado ao público, esse estudo ainda precisa de mais dados para que realmente seja levado a sério. No entanto, quem acompanha as matérias aqui do Terra sabe que não é nenhuma novidade ver pesquisadores e especialistas usarem a saliva para conseguir mais informações sobre o organismo humano.

“Hoje em dia a saliva pode ser usada em exames para detectar doenças, gravidez, desvios de comportamento como o transtorno de ansiedade e até o período fértil. E ele ainda apresenta algumas vantagens como ser menos invasivo e indolor e permitir um armazenamento mais fácil e de baixo custo quando comparada à coleta de sangue e de urina”, diz Heitor Palhares, cirurgião-dentista especializado em Alterações Salivares.

Para o especialista, não parece nada absurdo que um teste de saliva consiga identificar informações genéticas do nosso corpo. Mas quanto a associar a homossexualidade masculina ao gene e ainda dizer que é possível detectá-la pela saliva ele prefere ser mais cauteloso.

“Acho que ainda é preciso muitas análises para que os pesquisadores possam de fato garantir essa informação. O quadro colocado dessa forma me parece simples demais”, diz Heitor.

O exame da saliva ainda permite que doenças bucais sejam detectadas como cáries e a periodontite. “E ainda existe a Sialometria, um teste que mede a quantidade de saliva produzida em um determinado intervalo de tempo que pode nos dizer mais sobre as condições reais da boca do paciente e sobre seu hálito”, diz o especialista.

Fonte: Agência Beta

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade