Próteses não devem ser lavadas no chuveiro. Saiba por que!

Danos causados por quedas são os mais comuns envolvendo esse tipo de dispositivo, por isso todo cuidado é pouco!

24 jun 2016
08h00
  • separator
  • comentários

Só quem passou um período sem algum ou todos os dentes na boca sabe qual é a sensação de poder sorrir com orgulho por causa de uma prótese dentária. No entanto, o sucesso do novo sorriso não depende só do trabalho do dentista, não. Saber higienizar e cuidar bem da prótese faz toda a diferença. Afinal, ela não é eterna e precisa de uma manutenção bem cuidadosa.

Para evitar quedas e fissuras na hora da higienização, é importante tampar o ralo da pia e encher com um pouco de água, antes de escová-las. Assim, caso ela caia durante a escovação, a água irá amortecer a queda e evitar sua fratura
Para evitar quedas e fissuras na hora da higienização, é importante tampar o ralo da pia e encher com um pouco de água, antes de escová-las. Assim, caso ela caia durante a escovação, a água irá amortecer a queda e evitar sua fratura
Foto: Stefan Delle / Shutterstock

Apesar de hoje em dia já existirem outras opções para repor os dentes, como os implantes osseointegrados, muitas pessoas ainda optam pelas dentaduras por preferência, grana ou indicação do profissional. Se esse é o seu caso, se liga nesses cuidados fundamentais para que o seu sorriso tenha qualidade por muito mais tempo.

Pia cheia d’água
Um dos problemas mais clássicos envolvendo esse tipo de prótese são as quedas. Uma boa dica é escolher um lugar bem iluminado, lavar bem as mãos e forrar o espaço com uma toalha quando for manusea-la.

Especificamente na hora da higienização, há outra dica bacana. “Para evitar quedas e fissuras nessas horas, é importante tampar o ralo da pia e encher com um pouco de água, antes de escová-las. Assim, caso ela caia durante a escovação, a água irá amortecer a queda e evitar a fratura da prótese. É importante também evitar escovar a prótese durante o banho, pelo mesmo motivo”, diz Maria Cecília Aguiar, cirurgiã-dentista especialista em Odontogeriatria e presidente da Associação Brasileira de Halitose (ABHA). Já pensou o tamanho do estrago se ela cair da sua mão dentro do chuveiro?

Cerdas dos dois lados
Essas próteses dentárias removíveis demandam higiene rotineira e caprichada para ajudar a manter a saúde bucal. Além disso, mantê-las bem higienizadas faz com que elas aparentem mais bonitas por mais tempo. E a ideia é mesmo essa, certo?

Mas essa higienização não pode ser feita de qualquer jeito. “Aconselha-se o uso de dois tipos de escovas: uma de cerdas duras, utilizada somente na prótese removível, e outra de cerdas macias, para a higiene dos dentes naturais.Hoje, há no mercado diversas escovas específicas para higiene de próteses que possuem cerdas dos dois lados, facilitando tanto a limpeza da parte interna quando externa da prótese”, diz a especislista.

Vale ressalta que ela deve ser escovada até que fique lisa e sem áreas esbraquiçadas e na hora de enxagua-la use água em abundância para retirar todos os resíduos. Ah, mas avite água quente, pois altas temepraturas podem danificar o material da prótese.

Sabão de coco
Pasta de dente? Que nada, o melhor produto para limpar as próteses é o sabão de coco.  Alguns dentistas ainda indicam cremes dentais para essa função, mas Maria Cecília não concorda. “Pesquisas já mostraram que os abrasivos dos cremes dentais atacam o material da superfície das próteses (acrílico), deixando-o opaco e áspero, o que facilita o aparecimento de manchas por alimentos, prejudica a estética e favorece infecções por fungos”, diz a especislita.

Pelo mesmo motivo, ela não se recomenda que outros produtos como bicarbonato, vinagre e água sanitária sejam usados para a higienizaão da prótese.

Pastilhas efervecentes
Mas se você usa esse tipo de prótese deve estar se perguntando: mas e as famosas pastilhas? Maria Cecília garante que elas ajudam na higienização.

No entanto, elas não substituem a escovação necessária com sabão de coco citada no tópico anterior. “O idela é escovar a prótese com a escova própria para ela que ajuda remover os restos de alimentos e só depois mergulhá-la em um copo com essas pastilhas por pelo menos 15 minutos. Na verdade, pesquisas indicam que para serem eficientes é preciso deixar as próteses mergulhadas durante um tempo muito maior do que os fabricantes recomendam, que seria em torno de 6 a 8 horas. Daí o ideal é que a prótese fique de molho a noite inteira. No dia seguinte, lave-a bem antes de colocar de volta em sua boca”, diz a especislista.

Mas e a boca?
Além dos cuidados com a prótese em si, não se pode deixar de ter atenção com a limpeza da boca. Mesmo pessoas que não têm nenhum dente devem limpar os tecidos bucais usando escovas ultramacias, gaze, limpador de língua e antissépticos bucais. “Essa limpeza regular ajuda a evitar infecções na mucosa bucal, como a candidíase, e infecções à distância, como pneumonias aspirativas e endocardite infecciosa”, diz a especialista.

Fonte: Agência Beta

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade