Mitos e verdades sobre a saúde bucal das gestantes

A gravidez exige alguns cuidados extras, inclusive, com a saúde bucal.

2 mar 2017
08h00
atualizado em 19/7/2017 às 18h27

A gravidez é uma fase de grandes mudanças no corpo feminino. Por isso, tantos cuidados são necessários para garantir que mamãe e bebê permaneçam saudáveis. A saúde odontológica também é um fator que necessita de atenção. Mas afinal, o que pode e não pode durante a gestação?

Confira mitos e verdades sobre a saúde bucal das gestantes:

  • Tratamentos dentários podem ser realizados normalmente?
    VERDADE: O atendimento pode ocorrer normalmente. O mais recomendado é que aconteça a partir do segundo trimestre gestacional, quando há gravidez está mais estável.

  • Problemas periodontais são comuns durante a gestação?
    MITO: A gengiva fica mais vulnerável devido a alteração hormonal, mas o que causa inflamações (gengivite ou periodontite) é a má higienização que faz com que se forme a placa bacteriana.

  • Antisséptico bucal deve ser evitado?
    VERDADE: Esse tipo de produto tem uma porcentagem de álcool em sua composição que pode ressecar a mucosa oral. O ideal é que esse tipo de enxaguante bucal só seja utilizado com supervisão de um dentista.

As consultas regulares no dentista devem ser parte do acompanhamento pré-natal.
As consultas regulares no dentista devem ser parte do acompanhamento pré-natal.
Foto: kryzhov / Shutterstock
  • Higienizar a língua pode potencializar enjoos?
    MITO: A limpeza da língua deve ser realizada diariamente, pois é nela que as bactérias se alojam. Se a escova causar ânsia, opte por um higienizador próprio para línguas.

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade
publicidade