Por que você deveria guardar os dentes de leite do seu filho?

O motivo envolve muito mais que apego emocional

13 mar 2017
08h00
atualizado às 09h55
  • separator
  • comentários

Antigamente os pais tinham uma prática bastante comum de guardar os dentes de leite de seus filhos quando caíam. O que antes se tratava apenas de um modo de ter recordações da infância, hoje pode ter um propósito muito mais útil.

Os atuais avanços científicos sugerem que células-tronco mesenquimais são armazenadas na dentição decídua (“de leite”) durante a troca para dentes permanentes. Esse tipo de célula – também encontrado no cordão umbilical – tem o poder de regenerar diferentes tecidos como ossos, músculos e cartilagem. São extremamente eficazes na manutenção do organismo.

Elas podem ser utilizadas no tratamento de inúmeras doenças e até salvar vidas! A ideia é manter um “estoque particular” de dentes de leite caso pinte a necessidade de algum procedimento médico que envolva o uso de células-tronco.

O ideal para coleta de células-tronco é que os dentes sejam extraídos no consultório do dentista, para que a polpa do dente continue viva.
O ideal para coleta de células-tronco é que os dentes sejam extraídos no consultório do dentista, para que a polpa do dente continue viva.
Foto: Nagy-Bagoly Arpad / Shutterstock.com

As pesquisas sobre células-tronco provenientes do dente de leite ainda são recentes, mas já mostraram resultados na regeneração de tecidos ósseos.

De um jeito ou de outro, ao menos você terá um souvenir eterno.

FF

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade