Os diferentes tipos de aparelho e para que servem

Existem diversas versões de aparelho para os dentes, utilizadas de acordo com o problema a ser resolvido. Entenda a função de cada um:

15 fev 2017
08h00

Os aparelhos podem ser divididos em duas categorias:

Diferentes necessidades odontológicas exigem diferentes tratamentos. Esse conceito vale também para o uso de aparelhos.
Diferentes necessidades odontológicas exigem diferentes tratamentos. Esse conceito vale também para o uso de aparelhos.
Foto: Kalcutta / Shutterstock
  • Ortodônticos: os que têm efeito nos dentes.
  • Ortopédicos: os que têm efeito na estrutura óssea que sustenta a dentição.

O ideal é que a escolha do modelo seja feita de acordo com a necessidade de cada indivíduo e o aconselhamento do odontologista. Porém, saber a função de cada tipo de aparelho ajuda a escolher um bom profissional.

Aparelho fixo: O modelo mais convencional possui bandas, fios e/ou braquetes. É utilizado em tratamentos a longo prazo, porém não tem tempo de uso definido. A função é alinhar os dentes movendo-os de forma gradual para a posição correta. Esse tipo é famoso pela variedade de cor de suas borrachinhas, mas também possui outras versões mais discretas.

Expansor palatino: Pouco conhecido, esse modelo é ideal para correção de mordida. Ele também promove um aumento na largura do céu da boca para que haja espaço suficiente para os dentes. É indicado para jovens, pois adultos que sofrem com esse problema necessitam de cirurgia.

Aparelho móvel: Tem a função de manter os dentes alinhados, por isso é necessário após a retirada do aparelho fixo. Além disso, também é a opção mais recomendada para crianças até 12 anos. O uso deve ser constante para um resultado eficaz.

Opção perfeita para quem tem algum tipo de restrição aos materiais metálicos convencionais
Opção perfeita para quem tem algum tipo de restrição aos materiais metálicos convencionais
Foto: PavelSm / Shutterstock

Alinhadores: Considerados aparelhos “estéticos”, os modelos que fazem parte dessa categoria são praticamente invisíveis. Feitos sob medida, eles encaixam perfeitamente nos dentes.

Contenção: Utilizado após a finalização de tratamento ortodôntico, a contenção tem a mesma função que o aparelho móvel: manter os dentes na nova posição. O uso é mais comum na dentição frontal inferior, o aparelho fica atrás dos dentes.

Lingual: Recomendação mais comum para casos simples, esse modelo costuma ter um processo de curta duração. Seus bráquetes são aplicados na parte interna dos dentes, em contato com a língua. Também é considerado uma versão estética, pois quase não aparece.

Para evitar que seja motivo de bullying muitos dentistas recomendam que o modelo tenha uso noturno ou durante sono
Para evitar que seja motivo de bullying muitos dentistas recomendam que o modelo tenha uso noturno ou durante sono
Foto: John Steel / Shutterstock

Extra bucal : Sua estrutura de ferro não é nada discreta, por isso recebeu tantos apelidos pejorativos ao longo do tempo. Conhecido popularmente como “freio de burro”, esse modelo é recomendado para crianças e adolescentes em fase de crescimento e desenvolvimento de dentes e ossos em formação. Funciona como um direcionador do maxilar e da mandíbula, prevenindo problemas futuros.

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade