Dente amarelado pode ser hereditário

A coloração dos dentes pode ser culpa dos seus pais, não sua

10 mar 2017
08h00
  • separator
  • comentários

Nem toda herança pode ser considerada valiosa, principalmente as genéticas! Além de cardiopatias, tumores e doenças neurodegenerativas, alguns problemas bucais também se incluem nessa categoria.

Olhe para os sorrisos dos seus pais agora. Qual a cor deles? O tom escuro da dentição pode ser herdado do pai e/ou da mãe e aí é impossível prevenir um sorriso amarelo.

Neste caso, o esmalte e a dentina – tecido que cobre a poupa do dente – são gerados com um tom mais amarelado desde o nascimento do indivíduo. Então os dentes de leite já carregam essa informação em seu gene e acabam sendo mais frágeis que o comum. Pessoas de pele branca têm maior propensão ao problema.

Obviamente outros fatores potencializam essa predeterminação genética, como deficiências hormonais da tireoide e costumes rotineiros como má higienização, tabagismo ou consumo excessivo de álcool.

Os dentes caninos são sempre mais escuros que os restantes pois possuem maior quantidade de dentina.
Os dentes caninos são sempre mais escuros que os restantes pois possuem maior quantidade de dentina.
Foto: Axente Vlad / Shutterstock.com

Tratamentos estéticos são os mais eficazes nessas situações, mas vale uma conversa com o dentista para saber o que é mais recomendado para o seu diagnóstico. É importante lembrar que higienização diária pode não ter efeito clareador, mas abandonar o hábito causa consequências piores e problemas adicionais.

Dentes amarelos nem sempre são um sinal de falta de higiene ou saúde.

FF

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade