Dor de cabeça pode ser tratada no dentista

Se a dor vier das articulações que ligam a maxila e a mandíbula, somente o dentista especializado em dor orofacial poderá te ajudar

4 jul 2016
08h00
  • separator
  • comentários

Dores de cabeça fortes como a enxaqueca atingem hoje cerca de 12% da população adulta em países ocidentais. Já as dores de cabeça associadas a DTM (Disfunções Temporomandibular), que são problemas nas articulações que ligam a mandíbula com a maxila, acometem cerca de 10% das pessoas. Muito parecidas, a grande questão é saber quando essa dor deve ser tratada pelo dentista.

A maioria dos pacientes que chegam ao dentista reclamando de dores de cabeça já passou por outros especialistas antes, pois nunca associam de primeira as dores de cabeça com problemas bucais
A maioria dos pacientes que chegam ao dentista reclamando de dores de cabeça já passou por outros especialistas antes, pois nunca associam de primeira as dores de cabeça com problemas bucais
Foto: Sheftsoff Stock Photo / Shutterstock

O correto diagnóstico desses dois tipos de dores, que atacam mais mulheres com idade reprodutiva, é fundamental para que as pessoas não tenham sua rotina abalada, pois elas são tão intensas que chegam a afetar a produtividade das vítimas impossibilitando-as de realizarem tarefas comuns do dia-a-dia.

DTM e a cabeça
As dores de cabeça causadas por problemas na região bucal são chamadas de dores referidas, porque a causa está em um lugar diferente de onde a dor se manifesta de fato.

“Como toda a face, boca e boa parte da cabeça são inervadas por um único nervo, o trigêmeo, todas as sensações que vem desses locais convergem na mesma área ao serem processadas no cérebro. Assim, é como se houvesse uma linha cruzada”, explica Sílvia Dowgan de Siqueira, cirurgiã-dentista, membro do Centro Interdisciplinar de Dor e autora do blog Verdades da Dor.

Tratamento no dentista
No entanto, apesar da estimativa citada acima referente a DTM, apenas metade das pessoas que sofrem com os desdobramentos desse mal buscam o tratamento correto. A maioria dos pacientes que chegam ao dentista reclamando de dores de cabeça já passou por outros especialistas antes, pois nunca associam de primeira as dores de cabeça com problemas bucais.

“É difícil para o paciente suspeitar de uma dor referida, pois as dores se confundem e pode até mesmo haver mais de um diagnóstico causando dor na mesma pessoa”, diz a especialista.

Mal sabem eles que o dentista pode e deve resolver esse problema tão inconveniente. “O dentista especializado no diagnóstico de dor orofacial tem um papel importante para identificar da onde vem essa dor, pois mesmo vindo da região bucal, ela pode ser proveniente da boca, das ATMs ou das duas”, diz Sílvia.

Outros sintomas
É muito difícil uma pessoa leiga diferenciar a causa correta de tais dores, mas se você tiver com DTM é possível que também sinta, além da dor de cabeça, estalos ou ruídos ao abrir e fechar a boca, dor na região dos ouvidos, dores ao mastigar ou abrir muito a boca, mandíbula travada entre outros sintomas.

Entre as causas mais comuns das DTM estão o estresse, ansiedade e o bruxismo que é o hábito de apertar ou ranger os dentes. Por isso, se preocupar em ter qualidade de vida regada a momentos de laser e exercícios para extravasar ou relaxar pode ajudar a evitar ou aliviar esses desdobramentos da DTM, inclusive a dor de cabeça.

“Cuidar da saúde bucal de forma geral para evitar infecções que possam causar inflamação e dor também é uma boa. No caso do problema estar relacionado com o bruxismo o dentista pode ajudar a prevenir o desgaste dos dentes através de uma placa. Mas lembre-se, somente o profissional treinado poderá confirmar o diagnóstico correto”, diz Sílvia.

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade