Perda do paladar pode indicar outros problemas bucais

Diminuição da percepção do gosto dos alimentos está diretamente ligada a baixo fluxo salivar e a cárie

9 dez 2016
08h00

Não é comum dizer que quando um problema aparece, outros tantos vêm junto com ele? Com a saúde bucal também funciona mais ou menos assim. Uma “simples” perda do paladar pode estar associada á cárie a e boca seca, sintomas que você pode nem ter percebido ou não ter dado a importância que devia.

Pessoas com problemas de boca seca sentem menos o doce, já inflamações e cáries em excesso afetam mais a percepção do amargo
Pessoas com problemas de boca seca sentem menos o doce, já inflamações e cáries em excesso afetam mais a percepção do amargo
Foto: Yeko Photo Studio / Shutterstock

Por isso, quando o gosto dos alimentos começar a te parecer estranho ou sem sabor, procure um dentista, pois é bem provável que você esteja com outros problemas bucais além dele, como baixo fluxo salivar, por exemplo.

“A falta de saliva realmente é motivo de alerta, pois causa diversos problemas, dentre eles alteração no paladar e mastigação mais complicada, principalmente em casos de alimentos fibrosos e secos”, diz Jaqueline Almeida Hlawenksy, cirurgiã-dentista especializada em Periodontia e sócia da Associação Brasileira de Halitose.

Nesses casos, qualquer negligência quanto a higienização bucal, pode piorar ainda mais o quadro. “A perda da habilidade para saborear alguns alimentos também pode estar associada à má saúde oral, pois algumas bactérias produzem toxina e estes metabólicos alteram o sabor”, diz a especialista.

Mas como é possível saber que estamos com problemas na saliva antes de chegar ao ponto de perder o paladar? Segundo Jaqueline, os primeiros sinais da falta de salivação é a sensação de gosto amargo na boca e também uma impressão de que os dentes não foram escovados.

Bola de neve
É aí uma coisa começa a puxar a outra. Quando as pessoas sentem menos o sabor dos alimentes, elas tendem usar mais sal e açúcar no preparo dos refeições e todo mundo sabe que o alto consumo desses itens, principalmente do segundo, está diretamente ligado à cárie.

“Além de roubar o paladar e o sabor dos alimentos, a diminuição do fluxo salivar compromete toda a saúde oral causando cáries e problemas periodontais (gengiva). Somado a isso, a hipossalivação ainda pode predispor infecções orais como a candidíase”, diz a especialista.

Problemas e os sabores
E o mais curioso disso tudo é que certos problemas bucais afetam certos sabores específicos. Por exemplo, pessoas com problemas de boca seca sentem menos o doce, já inflamações e cáries em excesso afetam mais a percepção do amargo.

“O gosto amargo foi particularmente prejudicado em pacientes com um crescimento elevado de uma bactéria lactobacilos. Elas aumentam em ambiente ácido e também produzem ácidos que podem causar uma diminuição do sabor azedo e assim diminuir a sensação de alimentos ácidos”, diz a dentista.

Higiene bucal e os sabores
Muitos estudos também já provaram que má higiene oral está associada à redução do sabor total dos alimentos e ao gosto do salgado, em específico.

“E a falta de saliva também contribui muito com a diminuição da percepção dos sabores dos alimentos, pois sem ela não conseguimos dissolver os alimentos e as papilas gustativas não conseguem realizar seu trabalho que é definir o sabor”, diz Jaqueline.

Por isso, é fundamental fazer consultas ao dentista periodicamente, pois somente o dentista é capaz de diagnosticar cáries, problemas na gengiva, má higiene, e mau hálito. Manter uma boa saúde bucal está diretamente ligada ao prazer de sentir os sabores dos alimentos e a qualidade de vida das pessoas.

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade
publicidade