Botox para os dentes? Entenda!

Conheça a nova técnica que promete corrigir o excesso de gengiva

15 mar 2017
08h00
  • separator
  • comentários

Teoricamente um sorriso simétrico não deve expor mais do que 3 milímetros da gengiva. Qualquer medida acima disso faz com que o indivíduo tenha o chamado “sorriso gengival”, um problema estético comum e bastante incômodo.

Quem possui sorriso gengival expõe mais a gengiva do que os dentes ao sorrir e essa assimetria pode afetar a autoestima do indivíduo, fazendo com que ele evite o riso em público.

O número de mulheres com sorriso gengival é duas vezes maior que o número de homens.
O número de mulheres com sorriso gengival é duas vezes maior que o número de homens.
Foto: Aleksandr Markin / Shutterstock

O que antes fazia com que muitos escondessem a risada por trás das mãos, hoje pode ser resolvido com a ajuda de botox. Sim! Botox para os dentes ou, nesse caso, para a gengiva.

A toxina botulínica é injetada dentro dos músculos responsáveis pela elevação do sorriso, causando relaxamento muscular no local e suavizando o visual exageradamente “erguido” do lábio superior. Dessa forma a exposição gengival é amenizada e o sorriso fica muito mais harmonioso. O processo todo dura 15 minutos.

As mudanças podem ser notadas cerca de 48 horas após a aplicação da toxina botulínica, mas o resultado final do tratamento só ocorre depois de 15 dias. O efeito do botox dura de 4 a 6 meses, quando uma nova aplicação pode ser realizada.

O fato de não ser uma solução permanente faz com que o botox gengival seja uma ótima opção para aqueles que não decidiram se optarão pelo procedimento cirúrgico (gengivoplastia). Assim como pode ser uma alternativa para os que por algum motivo não enxergam ou não têm a cirurgia como opção.

Vale lembrar que a técnica realizada com toxina botulínica é indicada para pessoas a partir de 18 anos e deve ser realizada por um profissional da área odontológica.

FF

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade