Mito ou verdade: tratamento de canal escurece o dente?

Quando esse tipo de tratamento é feito, acontecem algumas modificações químicas no dente que podem causar seu escurecimento

14 out 2016
08h00
  • separator
  • comentários

O tratamento de canal foi criado para diminuir o número de extrações de dente que eram extremamente comuns no passado. Seu objetivo é manter o elemento dental, mesmo que sua polpa esteja doente e precise ser removida. O problema é que esse procedimento, em alguns casos, pode escurecer o dente.

Alguns escurecimentos dentais são causados por conta da forma com o tratamento foi feito, falhando em alguns pontos
Alguns escurecimentos dentais são causados por conta da forma com o tratamento foi feito, falhando em alguns pontos
Foto: Ocskay Mark / Shutterstock

A polpa nada mais é do que o tecido mole que fica dentro do dente e que contém vasos sanguíneos, nervos e tecido conjuntivo. Quando ela sofre algum tipo de lesão, que pode ser causada por uma cárie não tratada, por exemplo, ela fica doente e não consegue mais se recuperar sozinha, necrosando.

“Se esse problema não for tratado logo, ele pode atingir a polpa radicular (parte que fica na raiz do dente), sendo necessário realizar o tratamento de canal, que consiste em tirar todo o nervo que nutri o dente deixando-o sem vida”, diz Daiane Batista, dentista da Sorridents e especialista em prótese dentária.

Mas por que escurece?
Realmente muitas vezes esse tratamento é feito sem nenhum contratempo e o dente não escurece depois. Mas Daiane explica que, em alguns casos, ele pode escurecer sim. “Quando o nervo do dente é retirado pode haver uma série de modificações químicas dentro dele, o que causa seu escurecimento”, diz a especialista.

Segundo Daiane, os motivos que podem levar ao escurecimento do dente são:

- Decomposição da polpa coronária (parte da polpa que fica na coroa do dente). Esse acontecimento é assintomático e esses resíduos originados da decomposição acabam penetrando nos canalículos dentários, deixando ele com uma aparência mais escura.

- Hemorragia após a remoção pulpar. “Quando o dentista faz um tratamento de canal dentário é preciso fazer uma boa irrigação da cavidade pulpar. A remoção da polpa causa hemorragia e, quando não tratada, tende a levar ao escurecimento do dente”, diz a dentista.

- Permanência de partes da pulpa na cavidade do dente (teto da câmara pulpar, por exemplo). Essa parte em especial deve ser retirada completamente para que não ocorra o escurecimento do dente.

- Longo contato de substâncias (medicamentos de uso intra-canal) com a dentina. “Se esse contato com a dentina é muito longo, essas substâncias penetram nela, sofrem oxidação e escurecem o dente. Por isso que o dentista precisa limpar muito bem a cavidade, removendo totalmente os materiais até um nível de 2 a 3 mm abaixo da margem gengival”, diz Daiane.

É possível evitar?
Como pudermos ver, alguns escurecimentos dentais são causados por conta da forma com o tratamento foi feito, falhando em alguns pontos. Mas no caso da decomposição da polpa, uma causa fora do controle do profissional, é praticamente inevitável prever ou prevenir o escurecimento.

Mas nem tudo está perdido. Se por um acaso você fez um tratamento de canal e seu dente escureceu, existem procedimentos hoje que podem o fazer voltar a ser branco como é o caso do clareamento intra-canal e das facetas.

“Mas, antes de dar início a qualquer método de clareamento, é preciso diagnosticar o motivo da pigmentação dentária e verificar, junto com o profissional, qual o melhor método para combatê-la”, diz a especialista.

Agência Beta

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade